Blogção, o Blog do Mição

www.blogcao.mition.net / www.mition.net

Monismo

Posted by Mição em 30/agosto/2008

Aí vai um texto ilusório para pessoas ilusórias que se iludem estudando o Monismo com suas idéias ilusórios e com compreensões também ilusórios de uma autora também ilusória:

Pegue uma folha em branco, observe esta folha em branco, ela é o universo, o tudo e o nada. Fique alguns momentos observando….agora, desenhe um pequeno quadradinho nesta folha. Desenhou? ….Observe…..este quadradinho é você!

Você é parte deste todo e não algo à parte. Você está inserido neste todo, constante, completo e perfeito, mas que ilusoriamente sente-se um indivíduo que tem algo a fazer e um lugar a chegar. Mas se você já é parte do TODO, você já é e já está.

Nesta vida ilusória cada um tem a ilusão de uma individualidade e de um individualismo, ou seja, de um EU, de um Ego, não importa o nome. Mas, o que realmente importa é que nesta nossa caminhada evolucionista ilusória, vamos perdendo não nossa individualidade, pois sempre seremos este quadradinho, mas vamos perdendo o individualismo, conscientizando-nos de que como parte de um todo, não temos nada a ser ou fazer, integrando-nos assim à coletividade. Fundindo-nos e assim percebendo o divino presente em si e em tudo. Percebendo que no Universo a única realidade existente é o AMOR. Não o amor que nosso individualismo propõe, mas a essência divina de TUDO, a essência Divina do Todo, de Deus. Somos emanações divinas de Deus, pois Deus é tudo e tudo é Deus.

Agora, tentando trazer este estudo de uma forma mais compreensível ao nosso individualismo e a nossa individualidade ilusória, diríamos que cada um é ilusoriamente o que pensa e acredita que é. Mas veja, você realmente é ilusoriamente tudo o que sua mente pensa e acredita, mas por um momento comece a ouvir sua mente, sinta as emoções que permeiam seu corpo, observe tudo isso e observe a sua dupla personalidade, você observador e você mente/emoção. Enquanto você mente/emoção tem obrigações, sentimentos, pensamentos, obrigações, dores, medos, sensações ou qualquer outra percepção, você observador, não tem nada a fazer, já é tudo que pode ser, é constante, completo e uno, centelha divina e é aí que está a grande chave do monismo.

Sendo assim, perceba que tudo é ilusão criada pelo seu individualismo, pelo seu ego. Observe que a sua ilusão é real, mas que o seu conteúdo não. Portanto, não há nada a se fazer, a aprender e nem lugar a se chegar pois não há verdades a serem descobertas, há apenas a conscientização de que tudo é ilusão, inclusive a conscientização. Dessa forma, acaba com a ilusão quem aprende que a ilusão não acaba nunca e assim tudo passa a ser sentimentalmente indiferente, pois se tudo é uma grande ilusão, não há nada com que se comprometer, pois até este comprometimento é uma ilusão.

Há sim uma realidade que existe por si só enquanto sonhamos nossa vida, mas não sabemos o que seja, pois por mais que busquemos e descubramos, apenas acharemos mais ilusões, uma vez que para cada descoberta, cinco mil outras perguntas surgirão e como tudo é ilusão e ilusão é algo que não existe na realidade, então tudo pode ser e não se pode chegar a lugar nenhum, pois a ilusão vive a ilusão e não consegue saber a verdade.

Assim, a vida é a vida e você é a ilusão de ser você, num mundo ilusório de possibilidades também ilusórias. Portanto, viva a ilusão de saber-se iludido em paz e feliz.

Airamaia Chapina

http://br.groups.yahoo.com/group/ceu_eeu/message/1023

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: